banner

Granada, capital da província que tem o seu nome, está situada no sopé da Serra Nevada e é atravessada pelo rio Genil. Foi capital do reino nasrida e conserva um importantíssimo legado islâmico cuja principal referência é a Alhambra. O encantamento das suas ruas e monumentos, as paisagens que a rodeiam, como a Serra Nevada ou as Alpujarras, fazem de Granada uma cidade que tem sido chamada de “encantada”.

Aqui viveu São João de Deus, pai dos pobres, fundador da Ordem Hospitaleira. Aqui nasceram e viveram as nossas Fundadoras: M.ª Josefa Recio (19/03/1846) e M.ª Angustias Giménez (21/08/1849).

Entre os locais hospitaleiros de Granada encontram-se:

1.   A Igreja dos Santos Justo e Pastor, conhecida como “la colegiata”, com fachada de estilo barroco e pinturas de Anastasio Bocanegra no seu interior que aludem à Companhia de Jesus, instituição a que pertenceu nas suas origens.  Nesta Igreja foram batizadas as nossas Fundadoras e aqui, em 1864, contraiu matrimónio Mª Josefa com Amador Fernández. Numa capela lateral existe uma placa que lembra estes atos.

2.  Abadia do Sacro-Monte. Situada na colina Valparaíso em frente à Alhambra, tem um grande significado espiritual e cultural para Granada, especialmente a partir do ano 1595 em que se descobriram as lâminas sepulcrais e as relíquias de São Cecílio e de outros mártires. O Sacro-Monte foi local de frequente peregrinação das nossas fundadoras, que percorriam de madrugada os três quilómetros e meio que separavam a Abadia da cidade. Participavam na Eucaristia e orientavam a vida espiritual com a ajuda de sábios diretores, entre os quais destacamos o cónego Dom Fermín Ruiz Vela.

3.   A Basílica de São João de Deus, de estilo barroco, que conserva os restos do Santo. Foi à porta deste templo que decorreu o encontro entre o P. Menni e as nossas Fundadoras em 1878. Os arredores da Basílica também são hospitaleiros, pois nas ruas das imediações viveram as nossas Fundadoras. Outros dos locais hospitaleiros são a casa dos Pisas, em que morreu João de Deus, e o Hospital São João de Deus, o primeiro da Ordem e que recentemente foi devolvido aos Irmãos.

4.   Fundação Puríssima Conceição. No ano de 1963, a Congregação abriu um centro para meninas com atraso mental. O centro é hoje um complexo onde se acolhem integralmente crianças e jovens com atraso e outros transtornos associados.