Desafios Província de Itália

Escrito el Abr 26, 2019

Sabia que a Província de Itália tem como principal expectativa de futuro crescer na qualidade da prática hospitaleira, respondendo àqueles que solicitam a nossa atenção?

O meu nome é María Asunción Riopedre, sou a Superiora provincial da Província de Itália das Irmãs Hospitaleiras desde o passado mês de outubro. Durante o último sexénio, compreendido entre os anos 2012 e 2018, ocupei o cargo de Vigária e primeira Conselheira-Geral.

A Província de Itália, nos seus 112 anos de história, seguiu o espírito missionário do Padre Menni, o que lhe permitiu uma expansão do carisma hospitaleiro que atualmente desenvolvemos em quatro centros localizados em Itália: “Villa Rosa” (Viterbo), “Villa Miramare” (Nettuno), “Villa San Giuseppe” (Ascoli) e “Casa di Cura Villa San Benedetto Menni” (Albese). Além disso, o nosso carisma está presente nalgumas zonas do continente asiático.

A situação dos centros em Itália varia em função da região em que estão situados dado que, de acordo com o Sistema de Saúde Nacional, é o Estado quem define os níveis gerais de assistência e delega nas regiões a responsabilidade direta da gestão e dos gastos para alcançar os objetivos de saúde do país. Isto gera diferenças nos critérios económicos e de gestão, bem como na qualidade, na investigação e na formação.

Em todas as nossas casas, o passado ano capitular foi vivido com fé e esperança, o que gerou um renovado sentido de pertença institucional, avivado após a celebração do XXI Capítulo-Geral. Durante o nosso XXV Capítulo provincial foi possível determinar o programa de atuação, tomando como base o imperativo de “Praticar a Hospitalidade” para oferecer, em missão partilhada, o melhor de nós próprios a favor das pessoas que sofrem. Atualmente, a Província de Itália está imersa num processo de reestruturação; temos o desafio de reorientar o nosso ser e o nosso trabalho no campo da hospitalidade. 

Ler mais