banner

Ciempozuelos, povoação situada a sul da Comunidade de Madrid, a 33 km da capital, é o lugar mais significativo para a Congregação. Aqui se tornou realidade a “louca decisão” que o P. Menni tomou de fundar a Congregação para acolher mulheres com doenças mentais e aqui chegaram vindas de Granada, após uma fuga noturna, Mª Josefa Recio e Mª Angustias Giménez, chamadas por Deus para esta obra que teve início em 31 de Maio de 1881.  O primeiro “lar” hospitaleiro, que nas suas origens chegou a atender 1200 doentes, é hoje um moderno complexo assistencial que dispõe de 650 camas.

O edifício histórico é réplica do original; na sua fachada combina os estilos neomudéjar e neoclássico com o modernismo e no interior está revestido de azulejos com ares andaluzes. Nele se conserva a primeira capela da Congregação chamada de São José, a Igreja com retábulo de madeira e a imagem de Nossa Senhora do Sagrado Coração, “Nossa Mãe”.  Também se pode o órgão, custeado pelas comunidades de irmãs em 1931 a propósito das Bodas de Ouro da Congregação. O coro da esquerda abre-se à capela-panteão que guarda os restos de São Bento Menni, María Josefa e María Angustias. Neste edifício está o museu que conserva as melhores recordações da nossa história e dos seus protagonistas.

Outros locais significativos são a “Casa de la Sra. Joaquina”, situada na rua Reina Victoria 175, em que viveram durante os primeiros meses as Fundadoras; em 1984, foi demolida e construída La Finca de los Diques pelo arquiteto Miguel Fisac, a um quilómetro da povoação, que o P. Menni comprou e onde se puseram os tanques de lavagem do hospital, dado que a água da povoação era escassa e insalubre.

Ciempozuelos é também a casa da restauração hospitaleira em Espanha levada a cabo pelo P. Menni, que fundou em 1876 o que hoje é o Hospital San Juan de Dios, para o atendimento de pessoas com doenças mentais. Ciempozuelos foi e é uma povoação hospitaleira.