Início ao Processo de revisão das Constituições e do Diretório

Escrito el Mar 20, 2019

O dia 16 de março, início ao Processo de revisão das Constituições e do Diretório, um trabalho de grande significado para toda a Congregação, neste sexénio.

“Estas Constituições servirão de norte e de guia”

PARA TODAS AS IRMÃS DA CONGREGAÇÃO

Aproxima-se, queridas Irmãs, o dia 16 de março, a data em que comemoramos o 111º aniversário da aprovação definitiva das Constituições. Foi com grande alegria e conforto que o Padre Fundador comunicou à Congregação essa aprovação, convidando a dar graças ao Senhor por tudo e a procurar ser muito exatas no cumprimento […] das Constituições, aprovadas e abençoadas por nosso Senhor na pessoa do seu Vigário na Terra.

Nós escolhemos precisamente esta data, como vos comuniquei na última Circular, para darmos início ao Processo de revisão das Constituições e do Diretório, um trabalho de grande significado para toda a Congregação, neste sexénio. Pretendemos não só introduzir algumas alterações para nos adaptarmos à realidade atual, mas rever o nosso «Livro de Vida» para revitalizarmos a nossa identidade vocacional de mulheres consagradas a Jesus, testemunhas da sua compaixão e misericórdia para com os doentes e todos aqueles que sofrem. 

Dirijo-me agora a cada uma de vós para compartilhar algumas reflexões que nos ajudem a viver o caminho que iniciamos como uma oportunidade de realização pessoal, comunitária e congregacional, uma autêntica conversão, entendida no sentido que o Papa Francisco lhe atribui, na Evangelii Gaudium, para toda a Igreja: «dedicar os meios necessários para avançar no caminho de uma conversão pastoral e missionária […], uma conversão que implica abertura a uma reforma permanente de si mesmos por fidelidade a Jesus Cristo; […] a entrar num processo decidido de discernimento, purificação e reforma”.

PROCESSO DE REVISÃO DAS CONSTITUIÇÕES E DO DIRETÓRIO

A necessidade que se tem vindo a sentir nos últimos anos de rever, de forma integral, a nossa legislação foi expressa da seguinte forma no Documento Capitular: Realização, em toda a Congregação, de um processo espiritual que nos impulsione a revitalizar a identidade vocacional através da revisão das Constituições.

Nesta proposta encontramos as principais características do caminho a percorrer, um caminho que, numa dinâmica de fidelidade criativa, nos incentiva a «revisitar» o nosso Livro da Vida, síntese de um itinerário de seguimento de Jesus segundo o carisma da Hospitalidade e «critério seguro para encontrar as formas adequadas de testemunho capazes de responder às exigências atuais sem se afastar da inspiração inicial.

Procuro agora aprofundar cada elemento da proposta, sublinhando alguns aspetos essenciais para alcançar os frutos que pretendemos: a revitalização da nossa identidade vocacional.

Ler mais

Folheto para a celebração de abertura