banner

A hospitalidade é uma atitude fundamentalmente humana e cristã, de profunda atualidade no mundo globalizado. O seu significado encerra importantes conotações: humanidade, acolhimento, universalidade, amor, serviço, ajuda mútua, prestação de cuidados ao pobre. Inspirou o projeto hospitaleiro desde o início e continua a iluminar o ‘fazer o bem’ nas instituições da Congregação.

O seu fundamento leva-nos à ação curadora de Jesus, “bom Samaritano da humanidade, que passou pela vida a fazer o bem e a curar os doentes”.  Segundo esta interpretação, a Hospitalidade é o carisma que define a Congregação, a característica mais genuína que permite descrever a sua identidade.

Os Fundadores da Congregação receberam de Deus este dom e consagraram-se na continuação da missão de Jesus a favor dos doentes mentais e dos deficientes físicos e psíquicos, dando preferência aos pobres, e chegando até à prestação de cuidados às mulheres que, neste caso, estavam mais esquecidas e abandonadas. Na atualidade, persiste a opção preferente pelo mundo da dor psíquica embora se admitam outras atividades apostólicas sempre que estejam de acordo com o carisma hospitaleiro.

Conservar e recrear o carisma hospitaleiro exige que todos os que participam no projeto (irmãs, colaboradores, voluntários, famílias dos destinatários, entre outros) cultivem e exprimam os valores, a cultura e os fins próprios da Congregação.